PROTRUSÃO DISCAL

Para que se constitua em hérnia, a protrusão discal deve ir além da abertura natural do invólucro, cobertura, membrana, músculo ou osso; ou rompê-lo. Essa é a diferença entre protrusão discal e hérnia de disco. Na chamada protrusão discal, o disco não rompe o anel fibroso. Na hérnia discal ocorre ruptura do anel fibroso em volta do disco intervertebral e projeção do disco além desse anel, saindo da cavidade que o contém.

SINTOMAS DA PROTRUSÃO DISCAL

Esta lesão é caracterizada por uma dor local, que pode ser intensificada durante o ato de tossir e espirrar, pelo espasmo da musculatura paravertebral e antalgia da coluna lombar. Quando ocorre pressão nas raízes nervosas vertebrais, cria-se uma dor que se irradia pela perna. Essa compressão nervosa pode acarretar déficit de força muscular nos membros inferiores.

Dentre os efeitos que sinalizam a protrusão discal, podemos citar: Parestesias (formigamento) com ou sem dor na coluna, geralmente com irradiação para membros inferiores ou superiores, podendo também afetar somente as extremidades (pés ou mãos).

CAUSAS DA PROTRUSÃO DISCAL

  • Exposição à vibração por longo prazo;
  • Levantamentos de peso com frequência;
  • Algumas profissões, como dirigir.

Cargas compressivas repetitivas colocam a coluna em uma condição pior para sustentar cargas mais altas, aplicadas diretamente após a exposição à vibração por longo período de tempo, tal como dirigir por diversas horas.

Fatores ocupacionais que aumentam os riscos de dor lombar:

  • Trabalho físico pesado;
  • Postura de trabalho estática;
  • Inclinar e girar o tronco frequentemente;
  • Levantar, empurrar e puxar pesos;
  • Trabalho repetitivo;
  • Questões psicológicas e psicossociais.

DIAGNÓSTICO E EXAME

O diagnóstico da protrusão discal pode ser feito clinicamente, levando em conta as características dos sintomas e o resultado do exame neurológico. Exames, como raio-x, tomografia e ressonância magnética, ajudam a determinar o tamanho da lesão e em qual exata região da coluna está localizada.

PROTRUSÃO DISCAL TEM CURA?

Normalmente, o problema não tem cura. Mas o tratamento correto ajuda no controle dos sintomas e consequente evolução da doença.

Pacientes que se submetem ao tratamento no início do diagnóstico possuem chances aumentadas de terem uma maior qualidade de vida. A realização de um programa de pós-tratamento (especialmente com a RPG ou o Pilates), também garante muitos benefícios, evitando, inclusive, as crises de dores.

Entende-se, portanto, que o objetivo do tratamento em pacientes com protrusão discal é melhorar a estabilidade da coluna vertebral, a fim de prevenir os sintomas e progressão da doença. O paciente pode conviver bem com o problema, sem as dores e outros incômodos característicos.

Fontes:
https://www.itcvertebral.com.br/
http://portal.neurocirurgia.org.br/

AGENDAMENTO ONLINE. MARQUE SUA CONSULTA AGORA MESMO.

CENTRAL DE AGENDAMENTO:

+55 (11) 96971-1572

Este site segue os princípios da resolução do CFM 1974/2011 e do código de conduta Web de medicina e saúde. A informação é oferecida com propósito de educação e informação, não necessariamente são técnicas praticadas na Clínica. Não substitui opinião médica em atendimento formal. Se você tem qualquer problema de saúde, contate seu médico ou profissional de saúde. O objetivo do ato médico, como em toda a prática médica, constitui-se da obrigação de meio e não de fim ou resultado. Todas as informações e textos são produzidos por médicos da Clínica. Fotos são meramente ilustrativas. Direitos são reservados. A publicação e redistribuição de qualquer conteúdo é proibida sem prévio consentimento”

Responsável Técnico: Dr. Cezar Augusto Alves de Oliveira CRM: 123.161

Share This
1
Olá, tudo bem?
Como podemos Ajudar?
Powered by